domingo, 18 de setembro de 2016

PASTORA DAMARIS FAZ UM ALERTA A IGREJA SOBRE AS ELEIÇOES 2016

video

ALERTA A IGREJA E SEUS LÍDERES



A Pastora Damaris Alves é Advogada e Assessora Parlamenta na Câmara Federal e tem realizado palestra por todo País, falando sobre as leis que afrontam os princípios estabelecidos por Deus sobre família e sexualidade, combatendo a ideologia de gênero falando de leis que afetam a igreja de forma direta.
Assista o vídeo e entenda o perigo de votar errado nas eleições municipais.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

JUSTIÇA DECIDE: MAURÍCIO YAMAKAWA É FICHA LIMPA

CANDIDATURA DE YAMAKAWA É HOMOLOGADA PELA JUSTIÇA


A candidatura de Maurício Yamakawa, da Coligação Renovação com Experiência, foi homologada pelo juiz da 72ª Zona Eleitoral, José Foglia Júnior. Para tanto, o juiz não acatou dois pedidos de impugnação - um feito pelo Ministério Público e outro pela Coligação O Caminho Seguro. 
Ao contrario do que os adversários anunciavam, a justiça concluiu que Mauricio Yamakaw não cometeu nenhum ato doloso de improbidade administrativa, como exige os dispositivos na Lei da Ficha Limpa e outros dispositivos legais.
Nenhum cidadão tem o poder de julgar alguém sem que a lei assim o faça. Muitos anunciavam que Maurìcio Yamakawa não poderia ser candidato, ou se fosse eleito não tomaria posso. Não foi isso que a justiça entendeu. MAURÍCIO É FICHA LIMPA.
Assim, os eleitores de Paranavaí poderão votar seguramente no 11 dia 02 de outubro e com certeza Maurício e Fernando Vaz de Carvalho tomarão posse e governarão o município por 04 anos. VAMOS JUNTO RUMO A VITÓRIA.
MAURÍCIO e FERNANDO 11 na prefeitura e Pastor Osésa 25.000 na Câmara de Vereadores.  

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

A importância do Escola sem Partido para a Educação

Arrisco dizer que o programa Escola sem Partido, caso seja efetivado, terá uma importância maior que o impeachment da presidente Dilma no longo prazo para a nação. A razão é que um dos grandes problemas do nosso sistema educacional é a doutrinação ideológica. Basicamente, a doutrinação ideológica hoje se caracteriza pela interpretação dos fatos históricos e da realidade exclusivamente por pensamentos de esquerda (Marx, Foucault, Marcuse, Gramsci, etc...). Ou, não saímos do colégio acreditando que ser de esquerda é ser a favor da “justiça social”, enquanto ser de direita é ser um defensor do lucro egoísta; que os EUA são os maiores culpados por todos os problemas do mundo; que Cuba é um paraíso da saúde e educação; que o bandido na verdade é uma grande vítima da sociedade capitalista opressora e desigual, e agora, por vir, que a ex-presidente Dilma sofreu um golpe? Exemplos não faltam.


O problema é que enquanto nossos alunos saem repetindo todos os clichês esquerdistas possíveis, nosso sistema educacional é um dos piores do mundo, sempre nas últimas colocações nos rankings internacionais. Pior do que isso: esses estudantes acreditam piamente que eles têm o conhecimento necessário para acabar com todos os problemas do mundo e construir uma sociedade ideal. Claro, foram instigados a acreditar que são seres “iluminados”, capazes de guiar a sociedade num processo revolucionário. Não é à toa que alguns, geralmente os mais frustrados, se tornam Black blocs; hoje, aos gritos de “Fora Temer”.

Mas pior que o vandalismo dos jovens Black blocs, é o vandalismo intelectual presente nas universidades brasileiras. Aquele mesmo adolescente que já saiu contaminado do colégio com uma visão unilateral do mundo, sem capacidade de levantar várias hipóteses para tentar explicar a realidade, consolida seu processo de doutrinação ideológica nas universidades, principalmente nos cursos de humanas (Economia, Psicologia, Jornalismo, História, Direito, Letras). Era de se esperar que pelo menos nas universidades, ao contrário do colégio, o jovem entrasse em contato com várias visões diferentes sobre um determinado tema. De fato, o professor às vezes, até passa “outras visões”, mas sempre dentro da mesma linha de pensamento, sem a ocorrência de essência do conteúdo; apenas da forma.

Pronto, e assim o ciclo está completo: aquele mesmo jovem, vítima de doutrinação ideológica no Ensino Básico/Médio, sairá das universidades e irá direto para as salas de aula, redações de jornais, clínicas de psicologia, tribunais de justiça para passar suas crenças e valores que se baseiam na mesma ideologia aprendida nos colégios e nas universidades.

Uma questão importante é que não necessariamente o jovem escolheu fazer uma faculdade de História para se tornar um professor militante infiltrado nas salas de aula a serviço de um comando central. Não, nem é necessário. O jovem, sem perceber, se torna automaticamente um militante de causas de esquerda porque foi doutrinado a ser assim desde sua infância e adolescência. É o rebelde de manada.

Já outros estudantes optam por carreiras nas áreas de exatas e biológicas onde naturalmente o contato com política, economia, história, psicologia, linguística, estratégias de comunicação é menor. Nesse caso, não sofrerão a mesma doutrinação ideológica universitária presentes nas áreas de humanas. Mas, por outro lado, nunca mais entrarão em contato com essas áreas do conhecimento (exceto aqueles que buscam sozinhos estudar esses temas por interesses próprios), e sairão das universidades com os mesmos conhecimentos sobre política, história e geopolítica adquiridos nos colégios e nos cursinhos, ou seja, quase nenhum.

Para exemplificar a cracolândia intelectual que se tornou o Brasil, basta verificar quantas vezes você já não ouviu dizer que o fascismo é de direita, mesmo que 80% das empresas estavam sobre forte regulação estatal, sendo uma mera extensão do Estado, e que todas as liberdades individuais foram suprimidas (ver Why Nazism was Socialism and Why Socialism is Totalitarian). Pergunto: O que isso tem a ver com a direita de Margaret Thatcher ou de Ronald Reagan? O que isso tem a ver com o conservadorismo de Eric Voegelin e de Roger Scruton? A visão deste estudante é que o fascismo é de direita porque ele estudou desta maneira no colégio e é incapaz de perceber a contradição entre o fascismo e as ideias conservadoras ou liberais (veja aqui meu artigo para InfoMoney -O Fascismo não é de Direita).

Calma, nem tudo está perdido. É claro que existem estudantes, em número cada vez mais crescente, que mesmo sofrendo toda a pressão ideológica possível tiveram a curiosidade de estudar outras correntes de pensamento. Provavelmente se você chegou até aqui neste texto, você faz parte deles. Aliás, daria um bom estudo científico responder a seguinte pergunta de pesquisa: Por que, apesar de toda a doutrinação ideológica presente nas escolas, alguns estudantes resolvem buscar estudar sozinhos outras correntes de pensamento? Da onde vem essa motivação?

E são justamente esses estudantes que defendem o Escola o Sem Partido para que os professores mostrem outras linhas de pensamento e os alunos possam enriquecer suas formações intelectuais entrando em contato com outras literaturas e correntes de pensamento, geralmente contrárias aomainstream universitário atual.

A forte reação contrária ao projeto nas escolas e nas universidades só reforça a tese de que a doutrinação ideológica esquerdista existe. O projeto incomoda tanto que até os “filósofos pop”, os “neutros” (nem de esquerda e nem de direita, mas a favor de uma palestra bem cara para o RH da empresa) saíram do armário para dizer que o projeto era uma bobagem, que faz parte o professor passar sua opinião numa sala de aula e que no fundo só querem substituir uma doutrinação ideológica por outra, “ de direita, conservadora, retrógrada”.

Aliás, essa ideia de que o projeto só quer substituir uma ideologia por outra é uma grande mentira, construída engenhosamente para tentar aniquilar o projeto manipulando os inocentes úteis. Para provar que não passa de uma mentira, basta ler o que diz o item 4 (aqui) do projeto: “Ao tratar de questões políticas, sócio-culturais e econômicas, o professor apresentará aos alunos de forma justa – isto é, com a mesma profundidade e seriedade – as, principais versões, teorias, opiniões e perspectivas correntes a respeito.

Em suma, não se trata, por exemplo, de proibir Marx nas salas de aula, mas mostrar também os pensamentos de Mises, Hayek, Friedman entre tantos outros. Mostrar que além da visão glamourosa da Revolução Francesa existe também uma visão crítica ao processo revolucionário, (Edmund Burke).

Enganam- se aqueles que acham que a doutrinação nas Escolas é um fenômeno tipicamente brasileiro. Para se ter uma ideia, o livro “The Silencing: How the Left is Killing Free Speech” traz relatos verídicos onde estudantes contrários às ideologias da esquerda progressistas (ideologia de gênero, feminismo, criminalização da polícia, etc...) são perseguidos nas universidades americanas (New York University, por exemplo) e têm suas reputações esfaceladas por meio do tripé deslegitimação, desumanização e demonização. Chega-se ao ponto de existir “free speech zone” para que os estudantes possam expressar suas opiniões livremente, longe da “Polícia das Ideias” presente campus universitários americanos. Ué, mas como isso é possível, já que aprendemos que justamente os EUA são o símbolo do capitalismo e dos valores da civilização Ocidental? Pois é ,a importância do Escola sem Partido não se dá apenas por uma questão ética, mas para que começamos a entender o mundo em que vivemos. Pergunto: Onde fica a liberdade de pensamento? 

Fonte: http://www.infomoney.com.br/blogs/economia-e-politica/economia-e-politica-direto-ao-ponto/post/5516329/a-importancia-do-escola-sem-partido-para-a-educacao


FALANDO AOS AMIGOS DOS JARDIM SANTOS DUMONT

video

FALANDO DE MIM.


PORQUE VOTO MAURÍCIO E FERNANDO 11

video
Em minha vida nunca fiquei em cima do muro. Sempre tive posições definidas e claras, principalmente quando minhas escolhas definirão o futuro da cidade.
Agora criei este canal na net para expor minhas idéias e propostas. Quero começar falando da razão porque voto em Maurício Yamakawa e Fernando Carvalho 11.
O que para muitos é motivo para não votar em Maurício, para mim é ponto positivo para votar.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

O IMPACTO DA LEI DO SILÊNCIO EM PARANAVAÍ


"A política é talvez a única profissão para a qual não é considerada necessária nenhuma preparação". Robert Louis Stevenson.



É surpreendente o despreparo de alguns políticos no trato com coisas sérias e como facilmente se sentem ameaçados. 
Nos últimos dias a mídia paranavaiense vem divulgando a tramitação do projeto de lei 096/16 que dispõe sobre ruídos urbanos, e é obvio que ninguém se preocupa quando se fala meramente em RUIDO URBANO. A quem interessa o assunto? mas quando alguém decide falar sobre o verdadeiro conteúdo da lei, logo aparecem os políticos para dizer que não tem nada a ver, e mesmo os que serão os salvadores da pátria em defesa dos interesses da população.

Alguém disse que a lei não trata especificamente das igrejas. É verdade, vai muito além, ao ponto de multar e fechar diversas empresas que não se adequarem a lei, gerar desemprego, e muito mais. 

Até eu chamar a atenção para a questão das igrejas, ninguém rebateu as matérias do diário do Noroeste e de blogs que trataram da lei, mas agora vereadores estão comentando e se posicionando nas redes sociais sobre o PL 96/16.

Quero deixar claro que não sou contra a lei, no entanto não vejo a possibilidade de muitas instituições da cidade se adequar a lei com tanta facilidade. Meu alerta é para que se abra um amplo debate sobre as normativas da lei.

Então vejamos do que se trata:
No artigo 8° define as atividades emissoras de ruído que devem se adequar a lei: atividades industriais, comerciais, prestadoras de serviços, RELIGIOSAS, sociais, recreativas e de carga e descarga
Como pastor, vou me ater as questões religiosas para calar quem disse que não tem nada a ver com as igrejas: 
Art. 1 - "sons, ruídos e vibrações"
Art. 2 - "atividades exercidas em ambiente confinado"
Art. 3 - na íntegra
Art. 4 - na íntegra
Art. 6 - na íntegra
Art. 7 - na íntegra
Art. 8 - ..."atividades religiosas"
Art. 11- "Shows, apresentação musical em áreas públicas e particulares" 
Art. 12-"utilização de praças municipais com uso de equipamentos sonoros, alto-falante... e outros meios que possam causar poluição sonora.
Art. 13-"condições para realização dos evento musicais"
Art. 16- item III - "por sinos de igrejas ou templos religiosos"
item VII- "alarme sonoro de segurança"
item VIII- "por culto religiosos realizado no período diurno e vespertino"
Art. 17 - Da adequação
Ítem II - "estabelecimentos nos quais seja executada música ao vivo ou mecânica" 
Art. 18- "apresentar documentação de tratamento acústico adequado..."
  1. tipo de atividade e de equipamento de som; 
  2. horário de funcionamento; 
  3. capacidade de lotação; 
  4. nível máximo de ruído permitido; 
  5. laudo técnico comprobatório de tratamento acústico, assinado por técnico especializado ou empresa idônea; 
  6. descrição dos procedimentos recomendados pelo laudo técnico para o perfeito desempenho da proteção acústica; 
  7. declaração do responsável legal pelo estabelecimento quanto às condições compatíveis com a legislação. 
Art. 19- item I - mudança de usos dos estabelecimentos que se enquadrem nos termos do artigo anterior;
(Igrejas que estão em prédio alugado tem que se adequar esta lei. se mudar de local, deve realizar as mesmas adaptações);
Item III - Caso haja mudança na área do templo ou do equipamento de som deverá apresentar nova documentação técnica;
Art. 20- os templo dependerão de licença prévia da Secretaria de Meio Ambiente para obtenção de alvará de construção e funcionamento;
Art. 21- a igreja será fiscalizada pela Secretaria de Meio Ambiente, bastando reclamação de um munícipe;
Art. 23- sujeita as punições previstas neste artigo que pode ser: advertência, multa simples, multa diária, cassação do alvará de funcionamento e da licença, embargo, interdição e perda do benefício de isenção do Imposto de Renda;
Art. 24 a 34 na integra;
Muito me admira o simplismo dos vereadores que se dizem evangélicos no trato das questões que implicam as igrejas, com uma lei tão abrangente nos aspectos que dificultam o funcionamento dos templos religiosos e o custo para que as igrejas se adequem a lei.
Apesar da lei estar tramitando nas comissões, com certeza temos que estar alerta. É mais fácil discutir uma lei na sua tramitação do que depois de aprovada.
Nesse caso, há outro agravante, o prazo para esta lei entrar em vigor é de 90 dias. Pode ser aprovada nessa gestão e só terá efeito em 2017.
Então, nem as lideranças religiosas e nem o seguimento empresarial pode se acomodar na tramitação dessa lei, mas lutar para que seja realizando um amplo debate antes da aprovação do PL 96/16.



segunda-feira, 5 de setembro de 2016

LEI DO SILÊNCIO EM PARANAVAÍ PODERÁ MULTAR E FECHAR TEMPLOS RELIGIOSOS

Templos foram fechados em municípios em que lei semelhante foi aprovada


Encontra-se em discussão na Câmara de Vereadores de Paranavaí projeto de Lei 96/16 que limita o uso de equipamentos que produza ruídos sonoros – máquinas, música mecânica e ao vivo, etc...
O projeto atinge em cheio as igrejas evangélicas que utilizam equipamentos de som para voz e música e que em sua maioria não possui tratamento acústico para evitar vazamento de ruídos.
Aprovado o projeto, os sons provenientes de fontes fixas no município de Paranavaí obedecerão os seguintes níveis:
I - Em período diurno: 70 decibéis;
II - Em período vespertino: 60 decibéis; e
III - Em período noturno: 50 decibéis.
Para atender os níveis estabelecidos na lei, as igrejas  deverão dispor de proteção, de instalação ou de meios adequados ao isolamento acústico que não permitam a propagação de ruídos, sons e vibrações acima do permitido para o exterior.
Quem desrespeitar a lei pode ser multado em valores que vão de R$ 500,00 a R$ 2.240,00.
Lei semelhante aprovada em outros municípios do país gerou o fechamento de diversos templos até o tratamento acústico e muitas igrejas foram multadas

Igrejas católicas também foram multadas por lei do silêncio em Santa Catarina -  A reza dos fiéis da Paróquia Santo Antônio, no bairro Campinas, em São José, está tirando o sossego dos moradores dos arredores da Igreja. O barulho incomodou tanto, que gerou denúncia para a Fundação do Meio Ambiente, que constatou que o som ultrapassava o permitido e aplicou uma multa de R$ 3 mil para a Paróquia, gerando revolta no padre e na comunidade cristã. No auto de infração a Igreja é acusada de infringir a lei federal e a lei municipal que tratam de poluição sonora e perturbação do sossego.http://horadesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2015/04/igreja-de-sao-jose-e-multada-por-excesso-de-barulho-em-novenas-4747075.html
Não obstante ser multada, muitos templos foram fechados até que o tratamento acústico fosse concluído. 

Assembléia de Deus é fechadahttp://blogs.odiario.com/inforgospel/2014/10/11/igreja-evangelica-e-fechada-por-excesso-de-barulho-pela-justica-confira/

Preocupado com os problemas que poderão atingir as igrejas do município, o Pastor Osésa já está de posse da redação da lei e convocará os pastores para discutir o Projeto.
Na próxima quinta feira (08/09) haverá uma reunião com o Presidente da Câmara para ajustar o PL nas questões que afetarão os templos religiosos.

domingo, 4 de setembro de 2016

Seu futuro será determinado pelas teclas que você digitar

video
UMA OPORTUNIDADE DE DECIDIR O FUTURO DA CIDADE POR 4 ANOS.

Estamos vivendo o momento mais crítico de credibilidade na política. Isso se deve pela escolha errada do povo na hora de votar.
Você pode dizer que nenhum político vem com uma placa na testa escrita : SOU HONESTO. É verdade, ninguém usa esse indicativo, porém cada pessoa tem uma historia.
Antes de votar, pense nas motivações que te leva a votar em determinado candidato,
Muitos votam porque a pessoa lhe fez um favor, outros votam por ser amigo, ainda que saiba que não vai fazer nada. Outros votam porque trocaram seu voto, e sabe o que é pior? No dia da eleição muitos candidatos vão distribuir pequenos valores ou favores em troca do voto e depois o povo vai amargar 4 anos sem representatividade.
Recentemente um cidadão se dispôs a votar em mim, só queria que eu abastecesse seu carro e garantiu o voto. Perguntei a ele quais os problemas de seu bairro precisava de intervenção para obter solução. Ele relacionou alguns problemas e perguntei quantos litros de combustível seriam necessário para resolver os problemas do seu bairro. Sinceramente pedi a ele que não votasse em mim. O Voto tem que ser consciente e visando o bem comum de todos.
Há ainda aqueles que votam em candidatos que já estão no mandato a 4, 8, 12 anos e não fizeram absolutamente nada e agora estão dizendo que vão fazer.
Vejamos algumas dicas que podem ajudar na hora de votar:
1 - Conheça o passado do candidato: procure ver quem ele é, o que fez na sua vida profissional. As vezes ele é melhor naquilo que faz do que na política. Conheça a atuação que trouxe benefícios a comunidade.
2 - Qual sua experiência na vida pública: Tem candidatos que não fazem a mínima noção de como funciona o executivo ou o legislativo. Não sabem se quer as atribuições do cargo a que se candidatou.
3 - Qual a formação do candidato: Tem candidato que se apresenta e não tem formação para elaborar um projeto de lei, um despacho, um documento, mas por ser popular em sua comunidade será eleito e não conseguirá realizar um bom mandato.
4 - Qual base o candidato representa: Todo candidato deve representar um seguimento, a ideologia que defende, a plataforma política do seguimento que representa. Ser candidato não é concorrer a uma vaga de emprego, mas é se dispor a representar a comunidade que está votando
5 - Se o candidato já exerceu o mandato e é candidato a reeleição: Procure conhecer todos os projetos que apresentou e quais aprovou. Aprovar projetos é fundamental para um legislador. O tipo de projeto também é importante. Qual o beneficio esse projeto trouxe a comunidade e a abrangência de beneficiados.
6 - Procure saber qual o partido ou coligação o candidato está concorrendo: Esse é um tema complicado, mas é fundamental entender para que seu voto não seja usado para eleger alguém que você não gostaria de ver na Câmara de Vereadores. Sim, se o seu candidato não for o mais votado ou um dos mais votados, com certeza você elegerá quem não quer. Por outro lado, seu candidato pode ser o mais votado e não ser eleito. por isso procure entender o processo. Converse com alguém e tire suas duvidas sobre o assunto.
Espero que essas dicas ajude na sua decisão e no dia 02 de outubro exerça a cidadania votando consciente. 
ENTÃO DIGITE OS NÚMEROS CORRETOS E CONSCIENTE OU VOCÊ TERÁ 04 ANOS PARA SE QUEIXAR DOS POLÍTICOS, MAS NÃO ESQUEÇA QUE A ESCOLHA FOI SUA.

sábado, 3 de setembro de 2016

QUAL A ATUAÇÃO DO PASTOR OSÉSA EM PARANAVAÍ?


Lei Municipal 4.337/2015 - Marcha Para Jesus


Trata-se da lei que inseriu a Marcha Para Jesus no Calendário Oficial do Município e que foi proposta pelo Pastor Osésa à Câmara de Vereadores, aprovada e sancionado pelo Prefeito Rogério Lorenzetti em fevereiro de 2015.
A Marcha Para Jesus é um evento Internacional que se realiza no Brasil a mais de 30 anos em diversas capitais e municípios. 
A Presidência da República, através da Lei 12.025 - instituiu o Dia Nacional da Marcha Para Jesus.



Marcha para Jesus primeira Edição



Em Paranavaí, a Marcha Para Jesus era uma expectativa e anseio do seguimento evangélico que os pastores tentaram realizar em alguns anos, mas por falta de apoio e recursos, não obtiveram o exito esperado. Com o advento da lei, tanto o Município, como Estado e o Governo Federal poderão custear parte das despesas para a realização da marcha.
Em Paranavaí a Marcha é realizada no dia 21 de abril e teve sua primeira edição oficial em 21 de abril de 2015, sob a coordenação do Pastor Osésa.
Nessa primeira Edição, mais de 4.000 (quatro mil) pessoas marcharam pelas ruas da cidade adorando e exaltando o nome do Senhor Jesus e contou com a participação das igrejas evangélicas, ministérios de louvor de diversas igrejas e do Pastor e Cantor Adhemar de Campos.



Primeiro Congresso de Adoração


O Pastor Osésa também organizou o Primeiro congresso de Adoração em sequência à Marcha, no Teatro Municipal de Paranavaí, com a participação de cerca de 400 ministros de louvor e pastores das diversas denominações evangélicas da cidade,  e teve como palestrante Adhemar de Campos. 
Além da palestra, a presença de Deus se manifestou em resposta ao louvor e adoração ministrada por Adhemar de campos e Banda.



Plano Municipal de Educação - PNE



A Lei Federal 13.005/14 que trata do Plano Nacional de Educação estabeleceu prazo para que os municípios aprovassem os PMEs (Planos Municipais de Educação). A Ideologia de Gênero, identidade de Gênero e  sexualidade foram temas vencidos no PNE, ficando fora do texto da lei federal. Insatisfeitos com a exclusão dos temas do PNE, o MEC sob o governo do PT, ferrenho defensor dos movimentos LGBTs, de forma sorrateira enviou aos municípios uma minuta do PME incluindo a Ideologia de Gênero, identidade de Gênero e sexualidade para aprovação dos municípios.
Graças a atuação do Pastor Osésa que agregou os pastores, padres, pastorais da Igreja Católica, confrarias e movimentos sociais em defesa da família, o PNE de Paranavaí foi aprovado com emendas que suprimiram a Ideologia de Gênero a identidade de Gênero e sexualidade da educação do município.



 Lei da Escola Sem Partido Paranavaí



O Pastor Osésa também apresentou à Câmara de Vereadores de Paranavaí Anteprojeto de Lei Municipal e minuta de justificativa que “institui no âmbito do sistema municipal de ensino, o Programa Escola sem Partido”, com a finalidade de resguardar as crianças e famílias de propostas como as que tentaram inserir nos Planos Nacional, Municipal e Estadual de Educação sobre Identidade de Gênero.
Entendendo que é necessário pôr um fim em todo tipo de ideologias ensinadas nas salas de aula, que fogem do conteúdo programático o Pastor Osésa defendeu que a aprovação do projeto inibiria a ação de professores “ideologistas” que, apesar de não fazer parte do conteúdo programático das escolas, difundem suas ideologias no que tange a questão de gênero, religião e política. O objetivo era evitar que houvesse no âmbito das salas de aula, difusão de pensamentos diferentes daqueles que nossas crianças recebem em seus lares. 
O projeto foi rejeitado pela Câmara de Vereadores.
Sendo eleito, o Pastor Osésa pretende apresentar projeto semelhante já que representa os  cristãos e o seguimento não pode continuar omisso assistindo passivamente os acontecimentos que evoluem rumo a erotização de crianças em sala de aula como vem acontecendo nas escolas.
Enquanto os vereadores rejeitaram o projeto Escola sem Partido  facilitando a inclusão da ideologia de gênero na educação de Paranavaí, vemos constatando a decadência da educação segundo o MEC - dados de 2015: no Brasil 1 a cada 5 alunos do 3º ano não está alfabetizado 
Uma em cada cinco crianças de oito anos não sabe ler frases, diz MEC
Atente para esses dados mundiais: Brasil é o 60º colocado em ranking mundial de educação:
http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-e-o-60-colocado-em-ranking-mundial-de-educacao,1686720.
Com índices desses na educação, ideologias realmente são importantes na educação em detrimento das matérias fundamentais?


 Pastor Osésa - discurso na Câmara em defesa das crianças paranavaienses 




Congresso de Avivamento Aviva Paranavaí


Mais de duas mil pessoas participaram do congresso de avivamento Aviva Paranavaí, realizado no Centro de Eventos de Paranavaí. O Evento teve como pregador o Pastor Norte Americano Fred Berry - que, em 2006, Fred e Wilma Berry reabriram a Missão Local Rua Azusa e foram encomendados pelo Apóstolo Bill Hamon e os cristãos do Conselho Internacional de regentes como  novo pastor da Missão da Rua Azusa.
Com uma visão avivalista, o Pastor Osésa contou com o apoio de diversos pastores e igrejas de Paranavaí e região.
Foram duas noites marcadas pelo poder de Deus no Centro de Eventos, além das ministrações em várias igrejas da cidade.


Congresso de avivamento Aviva Paranavaí




Base Nacional Comum Curricular BNCC


Uma comissão criada pelo Ministro da Educação novamente tentou inserir a Ideologia de Gênero, identidade de Gênero e sexualidade na educação, dessa vez na Base Nacional Comum Curricular - BNCC. Com o mesmo afinco, o Pastor Osésa promoveu um abaixo assinado que recolheu em Paranavaí 2.472 assinaturas entre as igrejas evangélicas e foi ao Ministério da Educação para que os temas da Ideologia de Gênero, identidade de Gênero e  sexualidade, temas vencidos no PNE, fossem suprimidos também na Base Nacional Comum Curricular - BNCC. 

QUEM É O PASTOR OSÉSA E QUAIS SÃO SUAS PROPOSTAS?

O Pastor Osésa Rodrigues de Oliveira


É casado com Eliana Martelli, pai de 04 filhos, Bacharel e mestre em Teologia, escritor e autor de vários livros com destaque para - A Responsabilidade Política da Igreja.
Como servidor público, trabalhou na Secretaria de Administração Pública e Secretaria de Orçamento e Finanças da Presidência da República e foi Secretário Legislativo da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
Como vereador, pretende aplicar sua experiência no serviço público para a melhoria da gestão pública do município.

ALGUMAS PROPOSTAS

·         Internet Gratuita nas praças públicas;
·         Implantação de estacionamentos exclusivos para vans nas áreas de creches e escolas;
·         Implantação de mapeamento digital dos túmulos nos cemitérios;
·         Imunidade do patrimônio dos templos religiosos;
·         Regulamentação da Área de Estacionamento para templos religiosos.

COMPROMISSOS

ü        Fiscalizar o Executivo tanto em suas ações como em suas omissões.
ü       Criar Leis voltadas para o bem comum dos cidadãos Paranavaienses.
ü       Apresentar Proposições internas do legislativo e para o Executivo.
ü       Prestar contas conduzindo minhas ações com transparência e responsabilidade.

PLATAFORMAS

Social:
      Incentivar políticas para a redução das desigualdades sociais do município.

Drogas:
Defender políticas de combate ao tráfico e uso de entorpecentes;
Defender políticas, projetos e ações capazes de auxiliar os dependentes químicos e seus familiares.

Economia:
Criar leis que visem o crescimento econômico integrado ao aumento do mercado de trabalho, que ofereça garantia de uma vida melhor incluindo a participação do trabalhador.

Transporte Público:
Defender o direito do uso do transporte público a qualquer pessoa da comunidade sendo-lhe assegurado o direito de locomoção com qualidade e eficiência;
Garantir a gratuidade e acessibilidade ao idoso e ao deficiente.

Saúde:
Defender políticas públicas na área de saúde com vistas a propiciar aos paranavaienses, especialmente aos carentes, assistência médica, inclusive psicológica e odontológica, independentemente de contribuições previdenciárias.

Educação:
Defender a criação de projetos capazes de sanar as deficiências no ensino público e assegurar a permanência da criança na escola.
Defender o direito do professor em todos os âmbitos.

Informática:
Defender a criação de programas de apoio ao desenvolvimento tecnológico, da indústria de equipamentos de informática, de software e aplicativos a baixo custo para que as comunidades carentes possam ter acesso.

Esporte:
Defender parcerias privadas como meio de incentivo ao desporto.

Meio-Ambiente:
Defender medidas de combate a agressão ao meio ambiente, visando promover a integração e harmonia entre o homem e a ecologia;
Criação de programas capazes de estimular a busca por recursos renováveis.

Mulher:
Defender os direitos da mulher e assegurar igualdade dentro da sociedade, proteger e respeitar a mãe solteira e seus filhos.

Terceira-Idade:
Trabalhar para que o idoso seja respeitado no meio em que vive, garantindo-lhe o direito de participar das atividades sociais;
Apoio às instituições de assistência ao idoso na forma da lei.